Câmara realiza primeira reunião ordinária em clima de denúncias e protestos de motoristas

 

Publicado em: 24/02/2010 09:12

Whatsapp

 

Em clima de muita expectativa realizou-se na última segunda-feira, dia 22.02, a primeira reunião ordinária de 2.010. Com a presença da maioria dos edis, faltou apenas o vereador Elder Monteiro e um plenário lotado por professores e funcionários públicos municipais, a reunião foi recheada por denúncias contra o Secretário de Saúde Sr. Deusdeth Oliveira Silva. Entraram em competência da Casa, vários projetos, destacando-se o 01/2.010 que trata do Plano de Carreira e Salarial dos profissionais municipais de educação. O vereador Márcio da Educação em seu discurso reconheceu a inércia do governo municipal no decorrer de 2.009, reconhecendo que a população tem razão em reclamar, mas disse ter esperança de que em 2.010 o Prefeito Luiz Antônio coloque a máquina nos trilhos para a retomada do crescimento e desenvolvimento de Várzea da Palma. O Presidente da Casa Ataides Ribeiro apresentou várias indicações visando a execução pelo Executivo de obras na recuperação das estradas vicinais, como patrolamento e capina das marginais, uma vez que aconteceram vários acidentes nos últimos dias. Lembrou também a situação da estrada da Serra do Cabral, importante via de escoamento de madeira de pínus, matéria prima das serrarias do Distrito Industrial, que podem paralisar por falta do material e causar muitos desempregos na cidade. Os vereadores Wemerson Carlos e Kleber Mauro apresentaram indicação solicitando a reforma da estrada da Serra do Cabral. O vereador Jairo da Barra lembrou que é preciso o Sr. Prefeito dar atenção às indicações dos vereadores, que não pedem nada para si e sim melhorias para a população. Os motoristas da Prefeitura reivindicaram aumento salarial cobrando aprovação do Projeto pela Câmara. O vereador Adelino Barbosa esclareceu que aumento salarial só depende do Prefeito e que se ele mandar o projeto a Câmara aprova imediatamente. O Presidente da Câmara apresentou a nova Assessora Jurídica da Câmara Doutora Patrícia, que esclareceu aos presentes sobre perdas salariais e mecanismos de reajustes por parte do Executivo, reafirmando o que o vereador André da Barra já havia informado. Por fim, o vereador Wemerson Carlos disse que o Prefeito Luiz Antônio queria estar presente a esta reunião, para fazer esclarecimentos e anunciar suas metas para 2.010, mas por motivo falta de agendamento não compareceu. Pediu ao Presidente para agendar para a próxima reunião. Wemerson passou ao Presidente as cópias dos empenhos citados em boletim apócrifo que circulou na cidade, denunciando irregularidades na administração municipal. O Presidente passou à Assessoria Jurídica para analisar e disse que na próxima reunião terá subsídios para comentar a respeito.