Vereador Wemerson sofre novo revés e Dimazão é eleito novo presidente da Câmara

 

Publicado em: 28/09/2010 13:16

Whatsapp

 

Mais uma vez o dito popular de que “eleição é igual mineração, só se sabe o resultado após a apuração” prevaleceu na eleição da nova mesa diretora da Câmara para o biênio 2011/2012. Na realidade, esperava-se que o vereador Jairo da Barra apresentasse uma chapa, assim, a candidatura de Edmar Pereira de Oliveira - Dimazão  - surpreendeu a todos, mantendo-se aquela máxima de que em política não prevalece a lógica e ninguém ganha antes da abertura da urna. Como dizia Tancredo Neves, política é como nuvem, você olha no céu ela está numa posição, olha daí a pouco ela já está em outro lugar. Foi o que aconteceu, pois o vereador Wemerson tinha como certo o voto de Dimazão, que fazia parte de sua chapa. O vereador Wemerson Carlos de Azevedo, na prática o líder do Prefeito Luis Antônio na Câmara posou de presidente até o anúncio da chapa 2, que tinha o vereador Edmar Pereira de Oliveira como candidato a presidente. Edmar Pereira - Dimazão – renunciou ao cargo de tesoureiro na Chapa 1 – encabeçada por Wemerson e na prática inviabilizou a vitória do vereador governista, antecipando o triunfo da Chapa 2 para o biênio 2011/2012. Após a votação e apuração, triunfou a chapa 2 por 6 votos a 3, e tomará posse em 1º de janeiro de 2.011 com a seguinte composição: Presidente: Edmar Pereira de Oliveira Vice-Presidente: Ataides Antônio Ribeiro Secretário: Kleber Mauro Soares de Faria Tesoureiro: Elder Monteiro de Morais A eleição na Câmara reavivou a chama oposicionista em Várzea da Palma e deve estar dando muita dor de cabeça ao Prefeito Luis Antônio e seus assessores diretos, que tinham como certa a vitória de Wemerson Azevedo. A eleição movimentou as lides políticas da cidade e durante todo o dia comentava-se em todos os lugares sobre quem seria o novo presidente da Câmara. A eleição na Câmara, na prática, antecipa o processo sucessório de 2012, pois agora o Prefeito poderá sofrer graves empecilhos para emplacar seu propósito de reeleição, o que seria mais fácil tendo uma mesa diretora de sua confiança. O plenário da Câmara ficou lotado, com a manifestação ordeira da população que aplaudia ou vaiava com ordem e civismo. O presidente teve o cuidado de contratar seguranças e também solicitar presença policial para evitar possíveis confrontos. O presidente eleito Edmar Pereira de Oliveira afirmou ao Site da Câmara que na sua gestão dará continuidade ao trabalho de Ataides Zuim, buscando manter a transparência e honestidade na gestão da cousa pública, enaltecendo o trabalho do atual presidente na busca da credibilidade e independência do Poder Legislativo. Mas não abdicará do direito da Câmara exercer sua missão constitucional de fiscalizar o Executivo e exigir o cumprimento das leis e a correta aplicação das verbas públicas em prol do progresso de Várzea da Palma e do bem estar de seu povo. O Presidente eleito afirmou: "Quero dizer que não seremos intransigentes e nem cederemos às pressões de qualquer natureza. Apoiaremos o que estiver certo e combateremos com rigor os desvios de conduta de quem quer seja. A firmeza de decisão faz parte do meu caráter, o que não me impede de exercer a prática da negociação tão necessária na política em todos os níveis. Apoiaremos todos os projetos que beneficiem a cidade e o povo, como temos feito, e seremos contra aos que forem de cunho eleitoreiro ou oportunista. Quero dizer ao Senhor Prefeito que estarei pronto a conduzir esta Casa buscando uma política da boa vizinhança, de diálogo e entendimento, conforme já declinei anteriormente, sem revanchismos de qualquer natureza. Mas, advirto-lhe que jamais iremos nos furtar do direito constitucional de cumprir nosso papel primordial que é fiscalizar as ações dos secretários e, principalmente, do Executivo exigindo a aplicação correta das verbas públicas em prol da nossa cidade e de seu povo."