Home
 
Fale Conosco



     Visitas: 385274




Notícias / Notícias Câmara

Comissão de vereadores realiza reunião sobre crise hídrica

Por: Gleides Arlet

A situação de estiagem que assola o Município de Várzea da Palma tem causado inúmeros transtornos, principalmente à população que reside na zona rural. Após quatro anos consecutivos de seca, os principais córregos que cortam a cidade, tais como Bananal e Pedras Grandes, secaram. Mas foi o Córrego Corrente, que nasce na Serra da Água Fria, que deixou a população em estado de choque, tendo o mesmo secado em vários pontos, comprometendo o abastecimento de água de várias comunidades, haja vista que o referido córrego é o maior tributário do Rio das Velhas na margem direita.

Preocupada com esta questão, a Câmara Municipal de Várzea da Palma, formou uma comissão composta pelos vereadores Adelino Barboza da Rocha, Eremar Zoqueu Francisco Sanguinette, Márcio Sanguinette e Ricardo Pereira dos Santos para levantar e diagnosticar os problemas, bem como buscar uma solução eficaz para o cenário ao qual o Município se encontra atualmente.

No dia 29 de outubro a comissão de vereadores, reuniu-se com o Presidente do Conselho Municipal de Meio Ambiente de Várzea da Palma (CODEMA) e Coordenador do Subcomitê Guaicuí, Sr. Jacqueson Azevedo e com o Extencionista da EMATER, Sr. Marilson Dalla, que atua no Município a mais de 30 anos, para um debate sobre as possíveis medidas a serem tomadas para reverter esse quadro desolador. Na reunião, o Presidente do CODEMA mostrou o território do Município através de imagens de satélite, explanando sobre as potencialidades, características e problemas de cada região, dando ênfase na divisão hidrográfica dos córregos e como as comunidades do entorno utilizam desse recurso.

De acordo com o Sr. Jacqueson Azevedo o maior problema da escassez de água que enfrentamos é de gestão dos recursos naturais, uma vez que a falta de chuva é um fator que contribui para este panorama, mas o que agrava a situação é a deficiência de políticas públicas. Citou como fatores determinantes para o agravo da situação a quantidade de pastagens degradadas devido à falta de manejo, estradas vicinais sem bacias de contenção (“barraginhas”), desmatamento em áreas de recarga, projetos agroindustriais alocados em áreas de preservação permanente, uso indiscriminado do recurso hídrico e a falta de conscientização. “A seca não se combate, se convive. Nossos córregos e riachos já estavam “anêmicos” há tempos. No entanto, a população somente se da conta disso quando o curso hídrico de fato seca”, comentou.

Dentre as medidas sugeridas pelo Presidente do CODEMA está a criação dos corredores ecológicos, que interligam as áreas de reserva legal dos Assentamentos Correntes, Rompe Dia e Mãe D’água, enfatizando que é preciso ficar claro que os assentamentos situados na região de Guaicuí não possuem córregos perenes e que a disponibilidade hídrica depende exclusivamente da captação subterrânea, o que torna imprescindível a proteção de tais áreas. Já na região onde nasce os Córregos Correntes, Bananal, Serra da Água Fria e Serra do Cabral – que deve ser considerada como a caixa d’água do Município - ressaltou a necessidade de ser realizado um trabalho mais criterioso, uma vez que toda medida a ser tomada nesta região em especial, afetará diretamente as comunidades de Boa Vista e Bananal de Cima. Relatou que as comunidades devem ser ouvidas antes de qualquer intervenção.

Na ocasião, o Senhor Jacqueson Azevedo agradeceu a oportunidade e parabenizou a formação da comissão, ressaltando ser muito importante a participação dos nobres vereadores na discussão sobre os recursos hídricos.

O Senhor Marilson Bernardina abordou a necessidade de ser feito um trabalho de conscientização ambiental nas comunidades rurais. Solicitou aos vereadores que intercedam junto aos deputados o envio de recursos federais para o Município que possam ser investidos na compra de sementes para os produtores rurais e na construção de barraginhas para a captação de água.

O vereador Márcio Sanguinette solicitou ao Senhor Jacqueson Azevedo que continue o trabalho em busca de soluções para o problema da falta d’água, bem como ressaltou que o Legislativo irá trabalhar em conjunto para esta finalidade.

Questionado pelo parlamentar Ricardo Pereira sobre a existência de algum controle em relação à retirada de água de córregos e rios através de bombas pelos agricultores da região para irrigação, o Extencionista da EMATER, Marilson Bernardina, informou ser difícil exercer o controle desta prática. Relatou que muitos possuem outorga para captação de água, mas existem casos de clandestinidade. Disse ser necessário realizar um trabalho de orientação com estes produtores rurais para que o uso da água seja feito de forma racional, sem desperdícios.

Os vereadores Eremar Zoqueu e Márcio Sanguinette reiteraram a importância de ser realizado um trabalho de conscientização ambiental através de palestras - com a participação dos técnicos e dos vereadores da comissão – nas comunidades rurais e nas escolas.

No encerramento, foram tomadas as seguintes deliberações: agendamento de Audiência Pública sobre o Plano Municipal de Saneamento para o dia 13/11/15 na Secretaria Municipal de Educação e a realização de visitas pelos técnicos e pela comissão nas comunidades rurais e escolas para que de forma conjunta consigam encontrar soluções para o problema da crise hídrica. Na oportunidade o presidente do CODEMA, informou que a seca não se combate se convive, nossos córregos e riachos já estavam “anêmicos” já havia tempo, no entanto a população só se da conta disso quando o curso hídrico de fato seca.







Mês Anterior
Agosto 2017
Próximo Mês
Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
31 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31 1 2 3
eventos

e-mail:
Assinar Remover


Que avaliação você faz da atual câmara de vereadores?

Excelente

Bom

Regular




              Rua: Claúdio Manoel da Costa , 900 - Pinlar , CEP: 39.260-00 Minas Gerais / MG Tel: (38) 3731-3510 Fax: (38) 3731-4644
                   Melhor vizualizado em 1024x768